Speed na função

13/08/2009

Speed, um dos rappers mais prolíficos do país, manda avisar: está de site novo, feito pelo próprio. Aproveitando o gancho, mandei 2 perguntas por e-mail para o niteroiense, que me respondeu com seu mood já lendário.

speed

SEDATIVO – Depois de quase 20 anos de carreira, você mesmo tem feito seus clipes, criou sua home sozinho… o caminho é esse agora, não depender de ninguém?

Speed – A questão não é depender ou não de ninguém. Eu não gosto e não posso perder tempo, esperando ter dinheiro suficiente para pagar todos os serviços. As pessoas não esperam para comprar.

Aquele produto que você não colocou para vender HOJE, é uma venda que você perdeu.
Existe um senso comum errado (como vários) de que artistas profissionais são os do mainstream, mas o sistema democrático capitalista, não vive só de Mc Donald’s e WalMarts da vida. Existem lanchonetes, padarias e vários outros tipos de comércios que não são redes. Minha intenção é, e sempre foi, apenas administrar, delegando funções e terceirizando serviços. E dirigir a parte artística do meu trabalho. Mas como eu já disse antes, nosso país perdeu o bonde da história. Dá mais valor à ostentação e às aparências do que a funcionalidade das coisas.
.
Sucesso financeiro, pra mim, é quando as pessoas querem comprar seus produtos porque eles têm demanda real —  e não patrocínios do governo, principalmente para a arte, pois quem paga é o povo, que está comprando sem querer. Vai a show de graça patrocinado pelo governo ou por empresas particulares, com redução nos impostos. Isso sem saber que pagou pelo evento. E pagou caro, superfaturado!
.
Ou seja, faço tudo sozinho, pois ainda não apareceu um empresário arrojado para fugir do senso comum idiota e investir em minha gravadora, a Speed’sHits. Eu pulo da ponte Rio-Niteroi se não der lucro. Acredito nisso, enquanto ainda tem gente que ainda acredita em espiritos — senso comum, é idiota ou não é?

SEDATIVO – Conheço muita gente que ainda torce para que você e Gustavo Black Alien voltem à parceria. Sei que vocês não se falam há muitos anos, mas existe alguma possibilidade disso acontecer um dia?

Speed – Se eu for contratado para fazer isso, eu aceitarei, com certeza.  Mas eu só respondo por 50%. E se for para voltar com a sociedade, eu tambem estou disposto.
.
Mas comigo é assim: sou extremamente prático. Pra fazer negócio só falo uma vez. Fecho compromissos e eles TÊM que ser cumpridos. Blá blá blá eu só aturo se for de mulher. Pra mim o dinheiro não está em primeiro lugar, está em segundo. Em primeiro, vem o cartão de debito.
.
**********************
.
Eu já estava subindo essa entrevista quando o telefone tocou. Era Speed avisando que acabou de remixar um track antigo dele com Black Alien — e que fez até mesmo um clipe! A música chama-se “Krishna Budahh” e foi gravada originalmente em 1999. Tomara que isso seja o primeiro passo para o retorno da dupla de rappers mais foda que Brasil já teve. Os dois em ação, ao vivo, não tem pra ningém. Veja só, neste vídeo gravado pelo Multi Show — essa música, inclusive, ganhou remix de Fatboy Slim e virou trilha de comercial da Nissan, na Europa.
.
E sinta a pancada que ficou a nova versão feita por Speed.
.
.
Speed ainda mandou para o Sedativo uma música exclusiva para download. “Aquele Beijo”, que sampleia Paulo Ricardo. Baixe aqui.
.
Anúncios

2 Responses to “Speed na função”


  1. […] Por André Mansur […]


  2. Valeu ,André

    É nóis

    Abç !


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: